30 de novembro de 2013

Design Thinking | Infolide 2013


Desde que nos conhecemos por gente - e como designers! - ouvimos uma máxima: "FORMA SEGUE FUNÇÃO". Estava escrito nas tabuletas dos 10 mandamentos do design? Posso seguir cegamente? O mundo se resume a isso?

Esse mandamento é uma máxima do design funcionalista. Mas, acreditem, não é a única solução do mundo! É o que falou Fabio Silveira, coordenador da pós graduação em design editorial do IED (Instituto Europeo di Design), na primeira palestra do #Infolide2013

fabio silveira infolide 2013


"Depois da década de 2000, começou uma importância do design como serviço." O design torna-se mais vivo e menos utilitarista. É isso que prega o Design Thinking. Pensado pela DSchool, de Standford, é um método de resolver problemas de design com um pensamento abdutivo, ligado à inovação. Tem 3 principais áreas:

1. Empatia (visão multidisciplinar)
2. Colaboração (co-criação, por exemplo o trabalho da Works That Work)
3. Experimentação ("criar coisas loucas")

Há várias formas de se pensar design. Uma delas é o modelo diamante. Esse pensamento colaborativo possibilitou várias soluções para objetos e coisas que amamos, como a Chaleira Alessi, o Nintendo Wii ou as luminárias Artemide.

Fábio cita uma série de exemplos para encontrar outras formas de escapar das velhas tabuletas dos mandamentos do design utilitarista. Vale dar uma conferida:

- Projetos do Ideo
- Perfil do Design Thinking Educadores
- Hello Change! - da Funky Projects
- Imagens da Luba Lukova

Veja a apresentação do Fabio feita no Infolide2013 no slideshare dele: http://www.slideshare.net/fabio.designerbr